segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Melhor que o original - parte 1

A Taylor Swift tem só 25 anos e já é uma das cantoras pop de maior sucesso internacional. O último disco dela, que se chama 1989 (ano de seu nascimento), vendeu 5 milhões de cópias só nos EUA - um número muito expressivo em tempos de Youtube, streaming e mp3. O disco saiu em outubro do ano passado e vem acumulando muitos hits, que insistem em tocar repetidamente nas rádios do mundo inteiro. Hoje de manhã ouvi a mesma música dela (Blank Space) tocar em três rádios FMs diferentes quase que simultaneamente!

Enfim, não há como negar o sucesso de Taylor - e é difícil escapar das suas canções, que tocam o tempo inteiro em todo lugar, até grudarem na cabeça. Foi mais ou menos isso o que aconteceu com Ryan Adams. Para quem não conhece, Ryan é um músico americano que começou no punk, mas ficou mais conhecido por um estilo de rock alternativo, com pegada country e folk. Tipo isso aqui. E ele resolveu fazer covers de TODAS as 13 faixas do 1989, deixando as músicas mais simples, mais orgânicas, no esquema "guitarra-baixo-teclado-bateria" e só. Adams regravou o disco inteiro, faixa a faixa; e elogiou as músicas da Taylor, dizendo que mesmo em versões mais cruas as canções ainda continuavam muito boas e poderosas. O anúncio dos covers (feito no Twitter, aliás) surpreendeu todo mundo, porque o estilo de Ryan não tem nada a ver com o da Taylor.


Mas Ryan é fã dela. Os dois inclusive já se conheceram e gravaram juntos em 2012; e ele disse que desde que 1989 foi lançado não conseguia parar de ouvir o álbum. Aí, começou a tocar as músicas em casa, no violão...até que resolveu gravar suas versões. Na semana passada, Ryan lançou todas as covers em seu canal do YouTube.


E o resultado foi esse:












Pessoalmente, achei melhor do que o original. Fãs da Taylor, não me matem! Ela mesma adorou o projeto e disse se sentir honrada com as covers. Em uma entrevista para a BBC, Taylor disse que anda escutando tanto o 1989 cover que começou a cantar suas próprias músicas com a melodia feita pelo Ryan Adams - o que até atrapalhou um pouco a turnê do disco. Seus fãs também receberam a versão de Adams com entusiasmo. Tanto que hoje os dois discos - o 1989 original e o cover - ficaram entre os Top 10 da parada da Billboard nos EUA, sendo que o 1989 versão Ryan Adams passou na frente do original (!).

Pra quem achou Adams um oportunista querendo aparecer na onda do sucesso alheio, deixem o recalque de lado. O cara já tem mais de uma década de carreira solo bem sucedida, status cult, uma boa base de fãs (incluindo a própria Taylor Swift) e, antes de gravar sua versão do 1989,  fez dois álbuns só com canções inéditas em Nova Iorque, que devem ser lançados em 2016. Ele também tem uma discografia muito extensa: desde o ano 2000, quando estreou como artista solo, já lançou 14 álbuns! Curiosamente, o Ryan Adams também tem uma música que se chama My Wrecking Ball (mas não é cover da Miley Cirus)!

Nenhum comentário:

Postar um comentário