quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Não tomem o ácido marrom!

No histórico e lendário festival de Woodstock, em agosto de 1969, tinha muita droga rolando. Enquanto isso, Chip Monck, espécie de mestre de cerimônias e porta-voz do evento, costumava passar avisos no microfone nos intervalos dos shows. No domingo, terceiro dia do festival, Chip deu um alerta inusitado depois do show do Joe Cocker: "Não tomem o ácido marrom!". Ele repetiu o aviso diversas vezes naquele dia, porque, apesar de o Woodstock ter sido bem liberal quanto ao uso de drogas, parece que um ácido realmente ruim estava sendo oferecido, fazendo com que algumas pessoas passassem mal.

Lembrei dessa história porque hoje, aqui no Brasil, temos um "ácido azul". É a dobradinha dos vídeos "Azul", do Guri Assis Brasil; e "Ecstatic Pleasures", dos Single Parents.

O vídeo dos Single Parents mostra várias pessoas falando sobre experiências com LSD, boas e ruins, mostrando como é importante ser prudente e responsável quanto ao uso de drogas - mas sem soar moralista, chato e dramático como as campanhas do Governo. É sensacional e muito inteligente:

 

Já o vídeo do Guri, guitarrista do Pública, me lembrou muito o começo do excelente filme "Pulp Fiction", do Tarantino. É o primeiro clipe do primeiro disco solo dele, que se chama "Quando Calou-se A Multidão" e será lançado ainda em setembro. Tem cerveja, hambúrguer e uma garota bonita - coisas que o Guri e todo mundo gosta -, além da participação da Carla Lamarca e do baixista Guilherme Almeida, que também toca na banda Pública.



Fique tranquilo, caro leitor. Ao contrário do Woodstock, esse ácido azul é bom e você pode (e deve) tomar sem preocupação!

Nenhum comentário:

Postar um comentário