terça-feira, 4 de setembro de 2012

O disco do Elma é uma lindeza

Quem não gosta de boas surpresas, certo? A banda Elma lançou hoje um disco novo sem grandes alardes. É seu primeiro álbum cheio oficial e se chama, simplesmente, "Elma LP". Mas o negócio é tão bom, mas tão bom, que merecia muito mais destaque do que anda tendo.

O Elma existe há dez anos e mistura integrantes de São Paulo (SP) e Uberaba (MG). Eles tocam rock instrumental, cru e pesado, mas sem deixar de lado uma grande lógica nas músicas, que têm andamentos perfeitos. Distorção? Sim, muita. Só barulho? Não, é música boa até o talo. Me lembram grupos como o americano Helmet, o português Linda Martini e o brasileiro Macaco Bong, além de Fugazi, Melvins e outros que eles mesmos citam. A banda é formada pelo baterista Fernando Seixlack (que tocou na Polara), pelo baixista Ricardo Lopes e pelos guitarristas Paulo Cyrino e Bernardo Pacheco (que já tocou na Are You God?). Desde 2002, eles já lançaram uma demo, um EP pelo selo paulistano Amplitude e um disco com remixes de artistas como M.Takara, Objeto Amarelo e Hugo Frasa. Já fizeram muitos shows e tocaram em vários festivais por todo o Brasil. E também participaram de alguns programas de TV e internet. Mas, apesar de ser uma coisa finíssima, o Elma não é muito conhecido.

Esse primeiro álbum, "Elma LP", saiu pela Submarine Records (selo independente que existe desde 1998 e conta com bandas brasileiras e gringas em seu catálogo -  o Hurtmold é deles, por exemplo) em vinil e em formato digital, para download - que pode ser feito gratuitamente no site da banda. Recomendo muito que você escute! É um disco apaixonante, nada óbvio, muito bem tocado. As faixas vão passando emendadas, você curte todas pacas e, quando acaba, já quer ouvir tudo de novo, sem enjoar. Uma pérola do rock nacional que merece muito reconhecimento. E mais uma prova viva de que no Brasil se faz, sim, música boa hoje em dia.

Dá pra ouvir o disco todo aqui:





Confira o setlist:
1. Instrumental
2. A Parte Elétrica
3. Fat Breath
4. Busca
5. Smagma
6. Zoltan Ri
7. Agente
8. Retrogosto
9. Vatarno:
I - Cavalcante
II - O Passo
III - Trono de Sangue

Todas as faixas foram gravadas em apenas três dias, de 27 a 30 de novembro de 2009, no estúdio C4, com a banda toda junta. Depois, foram mixadas na Fábrica de Sonhos, entre junho e setembro de 2011, por Pedro Silva - com exceção de “Busca” e “Agente", que foram mixadas por Bernardo Pacheco. A canção que abre o disco, "Instrumental", é ainda mais antiga: foi gravada e mixada em 2007 na Timbre, também por Bernardo Pacheco. Outras gravações do disco incluem guitarras adicionais, na Fuego, em janeiro de 2010; e a masterização foi feita por Jason Ward, no Chicago Mastering Service, em outubro de 2011. É legal saber como um disco demora para ficar pronto e todas as etapas de produção pelas quais a obra passou. Pensa que não dá trabalho?

O Elma também divulgou um vídeo bonitão tocando na Funarte, que vale a pena assistir:


E, neste site, ainda dá para ouvir mais músicas da banda. Aproveite!

Nenhum comentário:

Postar um comentário