sábado, 25 de agosto de 2012

Revoltz SP toca hoje em São Paulo

A banda Revoltz SP, de Americana, vai tocar aqui na capital hoje, sábado, por volta das 17h. A apresentação acontece na galeria Choque Cultural, em Pinheiros (Rua João Moura, 997). O melhor de tudo: o show é grátis! É só chegar. E vai ser especial, pois marca o lançamento da primeira demo autoral deles, que já tem 6 faixas publicadas no Trama Virtual e pode ser baixada de graça. A demo é caseira e o plano é que ganhe mais canções, completando oito faixas no total. Depois serão lançadas mais quatro músicas, que, somadas à demo, formarão um disco com 12 faixas.

Escuta só:



As músicas seguem com uma pegada punk rock, mais agressivas, com boas letras em português questionando relacionamentos sociais. Foi tudo feito em casa por falta de grana. Mas a escassez de recursos jamais deteria o Revoltz SP. Eles são um grande exemplo de "Faça Você Mesmo". Correm atrás, trabalham duro, são confiantes e autênticos e estão buscando o que desejam. Tudo isso sem nem terem acabado o Ensino Médio, ainda. E, pra coroar, apesar da imensa influência não gostam de se denominar punks, pois não querem ficar engessados em um só estilo, nem carregar nas costas os estigmas que o movimento pode trazer - e tudo o que um bando de gente chata que acha que entende de punk rock pode vir "cobrar" depois. Gênios!

O Revoltz SP é um quarteto formado por irmãos e primos de 13 a 15 anos. Eles começaram a aparecer depois de participarem de um programa de TV local do interior de São Paulo, tocando covers de bandas punks nacionais como Cólera, Replicantes e Maguerbes - e causando espanto por conta da pouca idade. Eu também acho o máximo eles terem uma garota na banda (a Julia, baixista e vocalista) e o black power dos irmãos Tiago e Gabriel (respectivamente, vocalista/guitarrista e baterista), que são a cara do Cedric Bixler-Zavala. A formação é completada ainda pelo guitarrista Willian, que só tem 14 anos e já toca melhor que muito marmanjo. E mais: os quatro sabem muito bem o que estão fazendo, compõem, tocam, conhecem um monte de banda que nem você, leitor esperto do LADO Bá, deve saber o nome e tão aí pra provar pra todo mundo que adolescente não necessariamente fica ouvindo só Restart e derivados. Ha!

Nenhum comentário:

Postar um comentário