sexta-feira, 20 de abril de 2012

Quatro e vinte

Hoje é dia 20 de abril. No calendário estadunidense, 4/20. Esse dia é marcado como data especial de protestos a favor da descriminalização da maconha em todo o mundo. E, hoje, estreia um documentário que promete mostrar quem era o verdadeiro homem por trás da mítica figura de Bob Marley. O filme, chamado "MARLEY",  foi dirigido pelo escocês Kevin MacDonald com apoio da família de Bob (ele teve 12 filhos, sendo que muitos deles seguiram os passos do pai fazendo carreira musical) e será exibido no festival de cinema de Berlim, no festival South By Southwest, do Texas (EUA), e em cinemas pelo mundo. Também prometeram, na página oficial do filme no Facebook, exibir o documentário pela internet. Mas aí tem que comprar (via iTunes, Amazon e outros canais).

Robert Nesta Marley não era apenas um "maconheiro" que pregava paz e amor e tocava reggae, assim como a música e a cultura da Jamaica não são só reggae, rastafari e marijuana. Por trás da lenda, havia um homem comum que teve uma vida difícil na maior favela da capital jamaicana, que se envolveu com paixão pela música e sonhava em ser um astro no meio artístico. Foi depois que Bob se tornou rastafári, apesar de ter se convertido ao cristianismo quatro anos antes de morrer. Por mais que seja entupido de clichês e estereótipos, o legado de Bob é sim muito importante. Foi ele quem de fato conseguiu levar a cultura e a música jamaicanas para o mundo, quem conseguiu promover mensagens de consciência política, paz e tolerância entre os povos e atingir pessoas de idades, contextos e culturas muito diferentes.

Olha o trailer:



E mais uma vez recomendo o podcast feito pelo pessoal da "You & Me on a Jamboree" sobre o Bob Marley, que traz várias gravações raras de toda a carreira dele, desde o comecinho (indo além do reggae, com ska, rocksteady e outros ritmos) até faixas descobertas depois de sua morte; além de comentar episódios de sua vida real que fogem dos clichês e do conhecimento da maioria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário