quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Clipe novo do Rancore

Hoje a banda paulistana Rancore lançou um clipe para a música "Mãe", do último disco deles, "Seiva", que saiu em abril. É disparado o disco que eu mais ouvi esse ano.



"Mãe" é um claro exemplo do som novo do Rancore, que não deixou de ser uma banda de hardcore, mas que passou a agregar elementos diferentes. Eu acho que ficou muito mais rico e interessante.

E o clipe mostra uma banda bem mais descontraída, é estupidamente feliz.
Uma sensação de férias de verão, tem os caras fazendo palhaçada na piscina e pintando bandeirões no parque, se lambuzando de tinta, rindo sem parar. Uma coisa meio hippie, meio waldorf, passa uma vibração muito boa. Eles realmente parecem estar se divertindo, todos cabeludos e mais barbudos - com exceção do baixista Caggegi, que é careca. Tem cenas no metrô Sumaré, minha estação preferida, e na ponte da Doutor Arnaldo com a Heitor Penteado. Achei legal identificar os pontos da cidade de São Paulo no clipe. Só não descobri que parque é esse, mas desconfio que seja uma mistura do pico do Jaguaré e umas praças da Vila Madalena.

No fim do clipe, tem uma cena engraçada de extra. Não vou contar aqui, para não estragar a surpresa.
Mas provavelmente vai fazer você rir e se perguntar "mas que raios?". Assiste aê.


P.S.
Pode não parecer muito relevante, mas eu vi o Teco muitas, muitas vezes no festival Planeta Terra desse ano. Por coincidência, ele sempre estava por perto nos shows que vi, nos brinquedos em que fui e até na hora que parei pra comer. E o cara é tão gente boa e tranquilo. Muito diferente da maioria dos artistas que circulavam por lá. Mesmo sendo parado frequentemente para dar autógrafos e tirar fotos com fãs ou dar entrevista para repórteres. Eu ainda tenho grande admiração e respeito por bandas que não se fazem de estrelinhas, que dispensam a pose e são humildes e acessíveis. Pra mim, artistas assim ganham muitos pontos a mais. E o Rancore é assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário