quarta-feira, 14 de setembro de 2011

Elas têm 14 anos e deixam você no chinelo



Ah, marmanjão que diz que menina não sabe tocar guitarra. Pfff!


Banda de umas garotinhas de 14 anos de Los Angeles que se chama "Cherri Bomb". Nome bem óbvio, já que elas vêm da mesma cidade das Runaways (banda que apresentou ninguém menos que Joan Jett pro mundo e que ficou famosa pela música "Cherry Bomb", que com certeza você já escutou pelo menos uma vez na vida).


Claro que por ser uma banda só de garotas já chama a atenção, e pela pouca idade das integrantes é ainda mais impressionante. Elas escutam umas paradas meio emo - amam My Chemical Romance (é, a adolescência...), mas também gostam de bandas muito boas como as próprias Runaways, Foo Fighters, Muse, e Nirvana. E essas quatro garotas ficaram conhecidas justamente depois de terem feito um vídeo tocando uma cover pra "The Pretender", hit de Dave Grohl e companhia. Olha aí:







Não é "rock de mocinha", não tem nada de pop, é um som mais pesado e o vocal principal é grave e rouco. No cover de Pretender quem canta é a baixista, Rena, mas nas músicas próprias o vocal é feito pela guitarrista Julia (a morena). Completam a banda a baterista Nia, que é irmã mais velha da Rena e toca pesado; e Miranda, a guitarrista loira.


Achei o cover de Foo Fighters muito bom e super honesto. Elas realmente veneram o Dave Grohl e conseguiram, com o sucesso do vídeo acima, abrir um show dos Foo Fighters na Alemanha, tocando para 15 mil pessoas(!); além de conhecer um dos seus maiores ídolos.Também fizeram uma turnê com os Smashing Pumpkins, convidadas pelo próprio Billy Corgan, além de terem sido a banda mais jovem a integrar o line-up de grandes festivais de verão europeus em 2011, como Sonisphere, T In the Park e Reading. Nada mau, hein?


E acredito que elas não sejam uma bandinha pré fabricada cheia de pose, não senhor. Apesar do visual delas, que é bem exagerado. Mas deve ser uma necessidade de se destacar e chamar a atenção (ainda mais), além da admiração pelo visual do My Chemical Romance e das brisas de adolescente, que são mais radicais, mesmo. Sim, tem uma puta produção por trás delas agora (assinaram contrato com a Hollywood Records e são produzidas pela Samantha Maloney - Hole, Motley Crue etc.), mas elas não ficam fazendo pose de gatinha, realmente sabem tocar e compõem todas as músicas, além de ser genuíno o gosto próprio das integrantes por tudo que fazem, do cabelo tingido que supera até a Mari Moon aos riffs de guitarra, roupas e caretas nos clipes.


Sem contar a grande dificuldade que foi montar a banda e o quanto as quatro valorizam o grupo. Julia Pierce, a guitarrista e líder do Cherri Bomb, passou meses procurando meninas que tocassem e gostassem das mesmas bandas que ela, sem sucesso. Penou bastante: colou cartaz na rua, fez flyer com anúncio e distribuiu em lojas de instrumentos e escolas de música, divulgou na internet e tentou tocar com várias garotas que não deram certo; até achar a baterista Nia, que vem de uma família de artistas e músicos e toca desde os 7 anos. Outro geniozinho prodígio é a Miranda, que não era tão obssecada por rock quanto as duas primeiras, mas que tocava desde os três anos (!) e tinha uma formação erudita de piano, além de mandar muito na guitarra. As três ainda passaram um perrengaço pra achar uma baixista (quem nunca, né?), então acabaram chamando a irmã menor da Nia, Rena, que na verdade também tocava guitarra, mas aprendeu baixo rapidinho porque queria muito entrar na banda.


No site delas (www.cherribombband.com) dá pra baixar de graça, mas só até semana que vem, 3 músicas do EP "Stark", que será lançado na versão completa em 18 de setembro. E, por enquanto, elas voltaram pra Los Angeles depois da turnê europeia e estão trabalhando em seu primeiro álbum cheio.

Gosto muito da Spin:

E de "Mirror Mirror", que tem um riffzinho muito bom de guitarra com "hammer", um efeito que sai quando você toca só com os dedos da mão esquerda direto no braço da guitarra, fazendo pressão nas cordas e trastes com força, sem usar a outra mão que toca os acordes. Acho bem legal.
Curiosidade: todas têm Tumblrs (alguém sabe pronunciar isso?!) e são bem engraçados - Nia, Julia, Rena e Miranda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário